Hora de incluir

Primeiros passos para inclusão no contexto educacional

Aspectos Gerais

Responsabilidade Social

Incluir é reconhecer o direito de todos ao exercício pleno da cidadania.

Integração social

O processo de inclusão, assim como o educativo, é um processo social, que depende da sinergia e cooperação entre os sujeitos.

Oportunidade de desenvolvimento

Promover a acessibilidade é desenvolver pessoas e métodos e, assim, fortalecer a sociedade.

Direitos e deveres

Os agentes participantes dos processos educativos e, portanto, inclusivos, observam seus deveres perante os direitos dos seus próximos.

O tempo a favor

Promover a inclusão é usar o tempo a favor das práticas: o aprendizado é constante.

Conhecimento

O nível de inclusão e de acessibilidade é diretamente proporcional ao nível de conhecimento dos sujeitos participantes desses processos.

A acessibilidade e o direito à cidadania

Na teoria, acessibilidade é a observância a aspectos físicos e culturais com o objetivo de garantir a qualquer indivíduo seu amplo direito tanto do ponto de vista político, como econômico, social e educacional.

Na prática, acessibilidade é pensar, planejar, executar e proporcionar estruturas, espaços, metodologias e culturas institucionais que contemplem todas as pessoas, com e sem deficiências, síndromes, altas habilidades/superdotação ou transtornos de desenvolvimento.

O entendimento de acessibilidade é, no fim das contas, o reconhecimento do direito de todos ao exercício pleno de sua cidadania. Nesse contexto, as instituições educacionais devem, primordialmente, refletir a diversidade humana da sociedade, diminuindo as desigualdades, a exclusão e as diferenças.

É hora de incluir!